sábado, 28 de janeiro de 2012

Quando estamos ocupados demais
Erramos sempre em alguma coisa
Deixamos de perceber ao redor
A vida que passa 
Quando com nossas próprias
Forças suprimos nossas necessidades
Esquecemos quase sempre de agradecer...

Acabamos por esquecer
Que nossas verdadeiras necessidades
Estão gravadas na Alma
Quando nos ve-mos sem força interior

As súplicas são necessárias
E a compaixão a resposta do coração

Os passos apressados que acolhem
No abraço infinito de paz...
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário